sexta-feira, 28 de outubro de 2011


Gerar e Criar
Todos nós sabemos como é complicado dizer para uma pessoa descrente que ela não é filha (pelo menos não ainda) de Deus. Ela se contorci fica enraivecida e verbera palavras contra a pessoa que lhe fez esta afirmação tão dura. o problema também acontece porque muitos pregadores não sabem explicar com cuidado, carinho e firmeza esta questão. Tive o prazer de ler o livro cristianismo puro e simples do famoso escritor irlandês C. S. Lewis. Ele (Lewis) nos mostra a diferença em ser filho de Deus e criatura de Deus. Para isso ele usa os verbos gerar e criar. Vejamos:

Gerar: gerar é dar luz a outra pessoa ou ser. Esta outra pessoa ou ser é por sua vez da mesma natureza do que o gerou. "um homem gera outro homem" "o Deus pai gerou o Deus filho" por isso Jesus é o filho legitimo de Deus. "Tu és meu FILHO Eu hoje ti GEREI". Notou?
Criar: Criar é fazer, formar, const:ruir uma coisa deferente do criador. A coisa criada não é "nem pode ser" da mesma natureza do criador. Deus criou o homem Gn 2.7, por isso ele é criatura de Deus. 
Mas o Criador quis por a criatura na posição de filho. para ver a formula desta mudança de posição veja: Jo 1.12,13: 3.6,7. Paulo fala em romanos que somos filho por adoção.Daí passamos a ter ainda que reflexo da natureza de Deus.
                         "O mundo é como o ateliê de um grande artista. Os homens são como estátuas petrificadas e dizem por aí que ganharemos vida."
                                                                                                                     ______________ C. S. Lewis